Adolescente empoderada por Projeto integra Conselhos da Criança e do Adolescente.

31/10/2016

Neste momento, adolescentes do mundo inteiro estão passando por uma fase de intensa transformação enquanto transitam da infância para a vida adulta. Esta é uma etapa que ganhou fama de conturbada, mas Gabrielle Leite Silva está aí pra provar que não precisa ser assim. Com apenas dezesseis anos, ela é membro do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente em Altamira, no Pará; atua também no Conselho Estadual; e participa de seminários, reuniões escolares e movimentos sociais.

Gabrielle é fruto do projeto Jovens Multiplicadores da Paz, em Altamira, promovido pelo Instituto Camargo Corrêa em parceria com o Movimento de Mulheres Trabalhadoras de Altamira. O projeto empoderou 25 adolescentes para o combate às diferentes formas de violência contra crianças e adolescentes. “Os jovens participaram de oficinas sobre vários temas, incluindo estatuto da criança e do adolescente, pedofilia e racismo, e foram capacitados para que pudessem replicar estes temas em escolas públicas”, diz Antônia Martins, integrante do Movimento.

Com jeito doce, mas firme e com muita desenvoltura, Gabrielle ressalta a importância de projetos como o Jovens Multiplicadores da Paz. “Graças a ele eu pude me soltar, me tornei protagonista de verdade”, afirma orgulhosa. Em paralelo à sua participação nos Conselhos e movimentos sociais, Gabrielle tenta aprovar em sua escola a implantação de um projeto que criou, o Pós-Enem. A ideia é que os professores cedam parte de suas aulas para orientar os alunos quanto aos passos após participação no Enem, incluindo informações sobre programas de financiamento estudantil.

Metodologia é contada em seminário

No último dia 26, Antônia esteve em Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, para participar do seminário Agente do Bem, sobre Proteção da Infância. No evento, promovido pela Childhoold Brasil, ela contou a metodologia utilizada com sucesso no projeto Jovens Multiplicadores da Paz.